Labels

Aborto (1) Aids (2) Alemanha (3) Alienação (5) Amor (23) Anarquismo (7) Anderson Silva (5) Argentina (3) Arte (6) Astrologia (2) Ateísmo (2) Aécio Neves (2) Beckett (5) Benjamin (3) Bergson (1) Bernardinho (3) Blog (9) Budismo (33) Bíblia (27) Camus (4) Ceticismo (1) Cinema (75) Cioran (1) Compaixão (1) Conto de fadas (5) Copa do Mundo 2014 (7) Corinthians (39) Cortella (1) Cotidiano (41) Crítica cultural (2) Crônica (27) Daniel Piza (2) Deleuze (1) Descartes (2) Desenvolvimento pessoal (45) Dostoiévski (12) Drauzio Varella (1) Ecologia (2) Eleições (2) Eleições 2014 (3) Eliade (3) Espiritismo (7) Evangelhos da Revolta (4) Evangélicos (1) Exercícios Espirituais (8) Existencialismo (37) Fernando Pessoa (13) Ferreira Gullar (1) Foucault (3) Freud (6) Futebol (5) (1) Gente Tóxica (10) Gnose (9) Guimarães Rosa (1) Heidegger (6) Herois (8) Igreja (21) Internet (7) Jesus Cristo (25) Jobs (4) João Pereira Coutinho (2) Jung (47) Kierkegaard (3) Lendas (3) Literatura (9) Livros (4) Louvor (1) Mal amado (4) Marina Silva (1) Mario Schenberg (1) Marxismo (2) Masculino e Feminino (1) Melancolia (7) Mitologia (10) Morte (13) Mulheres (20) Mãe (6) Mística (12) Música (58) Navios Negreiros (3) Nazismo (2) Nietzsche (25) Niilismo (21) Ocultismo (28) Oriente (1) Paganismo (1) Papa Francisco (33) Papa João XXIII (1) Partido Resistencialista (2) Platão (1) Poesia (55) Política (27) Pondé (5) Produção intelectual (1) Pré-Socráticos (2) PSDB (2) Psicanálise (47) Psicologia (19) Psiquiatria (2) PT (10) Religião (17) Resenhas para a Folha (31) Rousseau (6) Sabedoria (29) Santidade (28) Sartre (7) Schopenhauer (16) Sedução (5) Senna (2) Sexo (11) Silêncio (8) Social-democracia (9) Sociologia (7) Solidão (10) Sonhos (7) Teatro (14) Teologia da Libertação (30) Tolstoi (4) Tradução (3) Transtorno Obsessivo-Compulsivo (1) Umbanda e candomblé (1) Vampiro (1) Viagem (3) Vida acadêmica (2) Violências (15) Virgem Maria (7) Vladimir Safatle (3) Yoga (1) Ética (2)

Thursday, July 25, 2013

novena a Santa Catarina de Alexandria



Oração a Santa Catarina
Senhor, nosso Deus, nas tribulações Tu nos revelas o poder de Tua misericórdia. De Ti, Santa Catarina recebeu a graça de suportar o martírio. De Ti nos venha também a força de confiar em Teu auxílio em todas as necessidades. Isto Te pedimos por Jesus Cristo. Amém.

Oração pedindo a intercessão de Santa Catarina
Gloriosa santa Catarina, modelo de virtude, por aquela fé que vos animava desde a mais tenra idade e que vos fez tão agradável aos olhos de Deus, que merecestes não só a coroa do martírio, mas que também confundistes os sábios deste mundo e os convertestes a Cristo, alcançai-nos a graça de conservarmos em nossos corações a fé, em toda a sua pureza e de nos confessarmos cristãos não somente por palavras, mas também por obras, para que Jesus, de quem damos testemunho diante dos homens, nos confesse e glorifique diante do Pai. Ó Santa Catarina, Virgem forte na fé, por aquela constância com que conservastes vossa Consagração a Cristo, no meio do mundo corrompido, alcançai-nos de Deus o espírito de fortaleza para vencermos todas as tentações e nos conservarmos puros de coração. Ó Virgem ardente no amor, por aquela força que abrasava o vosso coração na fidelidade ao amor de Deus e à missão para a qual Deus vos chamou e que vos fez suportar tantos sofrimentos e torturas, alcançai-nos de Deus a graça que purifica o nosso amor, para que possamos um dia participar da mesma glória que merecestes pelo vosso martírio. Amém.

Novena a Santa Catarina

Oração preparatória (para todos os dias):
Ó Deus, nosso Pai, vós quereis que bendigamos e glorifiquemos vossos santos, com os quais, cheio de clemência e de amor, repartistes os tesouros de vossa bondade e misericórdia. Humildes e confiantes, estamos em vossa presença e, durante esta novena em honra de Santa Catarina, nós vos pedimos a graça ... (mencionar a intenção).
Dai-nos, também, a graça de vivermos de acordo com vossa vontade. Livrai-nos de todo pecado e tornai-nos zelosos na prática do bem. Permanecei conosco em todas as tentações, e recebei favoravelmente nossos pedidos durante esta novena.

(Segue a reflexão do dia). Pai nosso, Ave Maria, Glória ao Pai. V. Rogai por nós, Santa Catarina. T. A fim de obtermos o verdadeiro espírito de Jesus Cristo.

Oração final (para todos os dias):
Ó Deus, que entre outros milagres de vosso poder, destes a Santa Catarina a glória do martírio,
concedei-nos propício que, por sua intercessão, caminhemos para vós segundo seu exemplo de amor e fidelidade. Amém!

1º dia - Virtuosa mártir, Santa Catarina, vós permanecestes até à morte constante na fé, na esperança e no amor a Deus e ao próximo. Intercedei por nós e obtende-nos a graça de perseverar na prática de boas obras até que, passando esta vida, possamos ser admitidos no Reino Eterno. Amém!
2º dia- Corajosa virgem, Santa Catarina, que generosamente suportastes sofrimento e afrontas com firmeza e por amor a Cristo, pedi a Deus por nós, afim de que recebamos com fé as provações de toda sorte que nos acontecerem, para que nossa fé seja purificada. Amém!
3º dia- Gloriosa Santa Catarina, desde a juventude vos consagrastes exclusivamente a Jesus Cristo, amando-o sobre todas as coisas e de todo o coração, e nada vos pôde separar dele. Intercedei por nós a fim de que, pelo amor fiel, nos unamos a Jesus Cristo, nosso Salvador. Por seu amor, renunciemos a todo pecado e em tudo sejamos conforme a vontade salvífica de nosso Deus. Amém!
4º diaSanta Catarina, mártir, fostes inabalável e firme em vossa fé. Corajosa e heroicamente a confessastes diante do imperador pagão, selando-a com vosso sangue. Intercedei por nós para que tenhamos a felicidade de viver a verdadeira fé e nela perseverarmos. E que, assim, possamos permanecer fiéis à Igreja de Jesus Cristo, dando testemunho, por palavras e ações, daquilo que cremos. Amém!
5º diaSanta Catarina, virgem, por amor a Cristo conservastes a pureza do corpo e do espírito e renunciastes a qualquer outro valor. Intercedei por nós para que nossos pensamentos, olhos, corações e todo o nosso ser sejam purificados de toda malícia, afim de que, por meio de uma vida casta, testemunhemos a todos o amor de nosso Deus. Amém!
6º dia- Santa Catarina, verdadeira discípula de Jesus Cristo, na escola da cruz conhecestes as vaidades do mundo, renunciastes a suas alegrias e encantos. Por amor a Jesus, suportastes alegre todos os sofrimentos, até o martírio. Nós temos medo de nossa hora e constantemente resistimos ao sofrimento. Intercedei por nós, para que tenhamos coragem de seguir a Jesus Cristo no caminho do Calvário, completando em nossa carne o que falta à sua paixão, para que conheçamos em nossa carne sua Ressurreição. Amém!
7º diaHeroica Santa Catarina, vós, com a graça de Deus, soubestes resistir a tantas palavras e situações sedutoras, e fostes perseverante até ao martírio. Rogai a Deus por nós, para que nosso sim seja sim e nosso não seja não; desse modo, por palavras e obras, permaneceremos fiéis à vocação para qual fomos chamadas. Amém!
8º dia- Santa Catarina, virgem prudente e sábia, crescestes em um ambiente de honrarias e riquezas. À luz do evangelho de Jesus Cristo, soubestes discernir os verdadeiros valores de nossa existência, e conquistastes a alegria de possuir o supremo Bem. Intercedei por nós, a fim de que não nos deixemos ofuscar pelo falso brilho da riqueza e do poder, mas, com um coração de pobre, encontremos o tesouro do Reino do Céu. Amém!
9º diaSanta Catarina mártir, na oração encontrastes o alimento de vossa fé e a coragem de caminhar na fidelidade de vossa consagração a Jesus Cristo. Vencestes as tentações e sofrestes o martírio. Rogai a Deus por nós, para que sejamos dóceis ao Espírito que nos foi dado para manifestarmos toda a verdade e, guardando sua Palavra em nosso coração, possamos viver a vida de verdadeiros filhos de Deus. Amém!

Liturgia - 25 de novembro - SANTA CATARINA DE ALEXANDRIA, VIRGEM E MÁRTIR

SANTA CATARINA DE ALEXANDRIA,
Virgem e Mártir

Cor litúrgica: Vermelho

Ofício da memória
Liturgia das Horas: 1613-773
Oração das Horas: 1509-892

Leituras: Dn 5,1-6.13-14.16-17.23-28 – Cânt. Dn 3 – Lc 21,12-19
“É pela perseverança que mantereis vossas vidas.”Estas palavras de Jesus anunciam as perseguições da comunidade cristã e asseguram a proteção constante de Deus se perseverarem em sua vida e testemunho.



Em Alexandria, no começo do século IV, o martírio de Santa Catarina. Esta virgem cristã, misticamente unida à sabedoria encarnada, derrubou com sucesso certas objeções levantadas contra a fé por alguns filósofos. Muito popular na Idade Média, foi uma das “vozes” de Joana d´Arc. Seu culto permanece ainda vivo em um mosteiro situado aos pés do monte Sinai.
Santa Catarina nasceu em Alexandria, principal cidade do Egito antigo. Era filha do ilustre Rei Costus e de D. Sabinela, nobres descendentes diretos dos reis e governadores do país!A pequena Catarina era dotada de uma beleza incomparável, porém destacava-se pelo seu espírito alegre e despojado.Desde muito cedo demonstrou uma inteligência clara e brilhante; teve como mestres os sábios de Alexandria e, tão rápidos foram seus progressos, que aos 13 anos era mestra das sete artes: eloqüência, poesia, música, arquitetura, escultura, plástica e coreografia.Quando Catarina estava com 15 anos, o Rei Costus, seu pai, faleceu e assim foi com sua mãe para as montanhas das Cilícia, vivendo assim uma temporada de descobertas.Durante aquele tempo conheceu Ananias, um velho sacerdote amável e comunicativo. Ananias transmitiu a Catarina os mistérios do Cristianismo.Dona Sabinela, já era cristã batizada, e desejava o mesmo para a sua filha, além de um bom casamento que trouxesse segurança e proteção.Numa determinada noite, mãe e filha, tiveram um sonho bastante significativo no qual a Santíssima Virgem Maria apresentava o Menino Jesus a Catarina, e este, tomando da mão de Catarina, coloca em seu dedo um anel de ouro, anel de compromisso. Maria pede a Catarina que seja batizada. Quando Catarina desperta do sono, percebe o anel em seu dedo!Desejosa em cumprir o que prometera em sonho, Catarina procura ainda mais, instruir-se nas verdades da fé, e, assim sendo, recebe o Santo Batismo. Dona Sabinela e a filha confiaram o reino a um governador e voltaram à Alexandria.Com a morte de sua mãe, Catarina transforma sua residência num lar de acolhida e escola de formação Cristã. A nossa jovem, tendo apenas 18 anos, é capaz de confundir os maiores filósofos de Alexandria e arredores.Catarina é testemunho de fé e vida, incontáveis são os que a seguem, e nela encontram as repostas das verdades do evangelho de Jesus Cristo!O Imperador Maximiano havia decretado uma perseguição aos cristãos e sua doutrina, tendo Conhecimento e sabedor do grande preparo de Catarina, prometeu um prêmio ao filósofo que conseguisse afastar a jovem da religião Cristã. Numa discussão pública, para a qual Catarina foi convidada, tudo fizeram para desorientá-la. Ela, porém, iluminada pelo Espírito Santo, respondeu-lhes com tanta clareza e sabedoria que os próprios filósofos abandonaram o erro.Surpreendido pelo êxito inesperado da discussão pública, o imperador procurou, por todos os meios, arrancar Catarina do Cristianismo. Adulações e promessas de fazê-la imperatriz: tudo em vão!Com soberano desdém, a jovem repeliu as ofertas do Imperador, declarando-se esposa de Cristo. Catarina foi lançada em um cárcere escuro, onde ficou doze dias. Quando saiu de lá estava mais bela do que nunca; seus olhos eram como fachos de luz e sua pele alva estava reluzente.Nossa jovem mártir é entregue aos algozes, condenada ao martírio da roda. No momento em que ia ser estendida sobre a roda, Catarina traçou o sinal da cruz e esta despedaçou-se imediatamente. Este milagre fez com que o povo rendesse louvor ao Deus dos Cristãos e a própria Imperatriz confessasse a sua fé no Filho de Deus. Cada vez mais irritado e enfurecido, Maximiano, percebendo que todos os seus esforços eram em vão, pronunciou a sentença de morte e mandou levá-la ao lugar do suplício. Após uma oração de louvor e súplica e agradecimento ao Deus verdadeiro. Catarina foi decapitada e de suas veias saiu leite ao invés de sangue!Seu corpo foi levado ao Monte Sinai, onde a sepultaram. Dizem que os próprios anjos levaram seu corpo! Mais tarde sobre sua sepultura foi construído um convento, que ainda hoje existe, e é habitado por monges gregos. Santa Catarina de Alexandria, por seu grande saber, é padroeira dos estudantes, filósofos e juristas, e com muito orgulho, a padroeira do Estado de Santa Catarina.