Wednesday, September 04, 2013

dizer fundo do poço seria muito otimismo

Tumulto na Linha 4 do Metrô deixa 20 feridos

Bruno Ribeiro - O Estado de S. Paulo
Um tumulto no estreito corredor de transferência entre as estações Consolação, da Linha 2-Verde,  e Paulista, da Linha 4-Amarela no Metrô deixou 20 pessoas feridas na manhã dessa quarta-feira, 4. Entre os feridos, 16 deles precisaram de socorro e foram levadas ao Hospital da Clínicas por agentes da ViaQuatro, empresa privada que administra a linha.
O caos, segundo a empresa, começou depois que uma das esteiras rolantes do corredor travou, fazendo com que as pessoas caíssem uma sobre as outras. Na hora, houve pânico. O terror foi agravado porque os pilares usados para separar o fluxo de passageiros no corredor caíram, e o barulho fez com que passageiros achassem que eram tiros sendo disparados.
O Hospital das clínicas informou que dez pacientes, todas mulheres, permaneciam em atendimento até as 13h. Elas haviam passado por avaliação e ainda aguardavam resultados de exames.
A esteira que apresentou problemas geralmente fica desligada nos horários de pico justamente para evitar acidentes.
Esta é a terceira vez que os passageiros enfrentam esse tipo de pânico na ligação entre as duas estações e a quinta sofrida na Linha 4-Amarela. O governo do Estado nunca admitiu que a linha, que ainda está em obras e deve ter mais cinco estações inauguradas até o ano que vem, foi projetada de maneira errada, para uma demanda menor do que recebe.
O argumento do governo é que os seguidos atrasos na Linha 5-Lilás, um deles causados por uma denúncia de formação de cartel que ainda não foi julgada, é que foram responsáveis pela superlotação da linha. A promessa é que a superlotação nas estações de transferência diminua quando a Linha 5 for concluída, em 2015.